Mundial de Surf – África do Sul

O Corona Open J-bay, a prova número seis do circuito mundial de Surf, decorreu na famosa onda de J-bay, possivelmente a melhor prova a nível de resultados este ano. África do Sul trouxe muitas mudanças!

Terminou mais uma etapa do campeonato mundial, e vale muito a pena rever a qualidade de surf que ocorreu durante a semana passada!

Podem encontrar todas as repetições no site da WSL Corona J-Bay.

.

.

.

O vencedor vem do Brasil e já conta com dois campeonatos mundiais, Gabriel Medina está de volta! Será que este ano irá renovar o seu título de campeão? Ainda há muito campeonato para competir!

Gabriel venceu num heat brasileiro, onde, Ítalo Ferreira também competiu com uma grande exibição, houve grandes rasgadas, tubos e muito jogo de rail!

Com a lesão de John John, temos um novo líder do ranking, Kolohe Andino o americano de San Clemente, local conhecido como paraíso do surf no sul da Califórnia.

.

.

.

O nosso português Frederico Morais teve uma boa prestação, apesar de ter sido eliminado por Kanoa Igarashi, que colocou a fasquia bem alta atingindo uma pontuação combinada de, acima de 17.
Frederico ainda assim chegou aos 14 pontos e ficou pelo caminho. Com certeza que a próxima prova correrá melhor par Frederico, desejamos lhe sorte!

No campeonato feminino ouve igualmente muita adrenalina, e um surf fulminante!

Quem venceu foi Clarissa Moore, de volta à sua forma já conhecida anteriormente, talvez tenha regressado para tentar levar o campeonato de 2019 para casa.

Fotos: Globo Esporte
Video: World Surf League