Final Protected Bali Pro Surf – Indonésia

Terminou mais uma prova da WSL, desta vez na Indonésia, o Protected Bali Pro, integrou o campeonato mundial a partir deste ano devido à qualidade das ondas produzidas nesta região.

Indonésia é um destino que consta nos desejos de qualquer surfista, banhada pelo oceano índico esta região tem incontáveis breaks paras todos os gostos e níveis, ondas com qualidade de classe mundial e portanto não podia deixar de constar no circuito de surf mundial.

.

.

.

O campeonato arrancou com ondas um pouco mais pequenas do que era esperado, um começo lento, apesar de pequenas tinham um nível exigente e os atletas tiveram de se adaptar a uma onda muito rápida com pouca oportunidade para tubos onde pudessem encaixar as suas melhores manobras, o jogo aéreo de vários atletas serviu de destaque ao longo da prova.

.

.

.

A final foi mesmo o ponto alto desta prova, foi possível ver a verdadeira qualidade das ondas em Keramas, houve um pouco de tudo!

Talvez por essa razão Kanoa se tenha destacado, este jovem teve uma prestação exemplar e consistente, as suas manobras aéreas executadas com perfeição deram cor e beleza à sua prestação durante o evento, e apesar de duelos difíceis levou sempre a melhor perante os seus rivais, acabando por se sagrar campeão desta prova, somando 10.000 pontos a contar para o ranking que ate ao momento era liderado pelo havaiano John John Florence. Este que cedeu a camisola amarela pois não foi alem do round 32.

Destaque também para Kelly Slater, que foi até à semi final, e para Jeremy Flores, apesar de ter perdido, com um nível pelo qual já é conhecido!

O Campeonato segue agora para a região Margaret Rivers na Austrália, onde se esperam ondas de classe mundial, tubos, aéreos e muito jogo de rail.

Video: WSL
Fotos: Waves